Sonic Boom: Shattered Crystal, um jogo felizmente medíocre


O artigo Sonic Boom: Shattered Crystal, um jogo felizmente medíocre foi publicado originalmente em Mola! em 6 de agosto de 2018.


Como bem indica o título deste artigo, o Sonic Boom: Shattered Crystal é felizmente medíocre. Porque felizmente? Pois porque o esperável era que fosse umha bosta do tamanho de Pena Trevinca. Mas nom o é. É medíocre!


O primeiro que temos que fazer para falar deste jogo é aclarar que nom é um jogo do Sonic. Nom, nom o é, nom te deixes enganar. É outra cousa diferente. E só baixo este pensamento é que podemos redimir o jogo e desfrutá-lo polo que realmente é, um jogo de plataforma e exploraçom para crianças.

JOGABILIDADE

O jogo conta com três tipos de fases acesíveis de um hub world. O primeiro tipo som o grosso da experiência, fases lentas de exploraçom onde procurar cristais e blueprints para conseguir emblemas que permitam avançar no jogo e melhoras para as personagens. Neste tipo de fase podemos trocar em qualquer momento entre as 4 personagens jogáveis (Sonic, Tails, Knuckles e Sticks), cada umha com umha habilidade diferente que permite avançar em certos obstáculos específicos. O segundo som provas de velocidade contra outra personagem, ao estilo Sonic Rivals, onde avanças com o Sonic por um cenário 2D para chegar à meta antes que o rival. O terceiro tipo lembra muito a certas fases especiais de jogos do Sonic, tipo Sonic 2, Sonic Advance ou Sonic Heroes, onde avanças automaticamente para diante num cenário pseudo-3D onde só podes mover-te para esquerda ou direita através de carris. Por último, existe só algo parecido a um boss final na última fase, mas isso já som spoilers...

Como a 3DS nom fai capturas de ecrám, a imagem foi tirada de sonic.wikia.com

PERSONAGENS

Acredito firmemente em que este jogo devia ter outras personagens que nom fossem o Sonic e companhia. Os redesenhos, supostamente ocidentalizados, afastam do jogo a qualquer fã de jogos anteriores do ouriço. Nom estám mal, e partindo do zero com o mesmo estilo poderiam ter saído personagens interessantes.

Também haveria que lhe dar umha voltinha aos diálogos. Meu Deus, é um jogo para crianças, mas os chistes sem graça e o encefalograma plano de algumhas personagens nom há quem os ature. Mas, mais umha vez, o facto de que reescrevessem as personalidades de personagens antigas é o que mais as prejudica. Nom é o mesmo um protagonista novo bruto e pouco inteligente, que tornar o Knuckles, um dos protagonistas mais queridos da franquia, e torná-lo num ser mononeuronal.

DURAÇOM

O jogo é para crianças, penso que já o dixem várias vezes. Nom é difícil, e pode-se completar num par de horas, mesmo que o jogo obrigue constantemente rejogar e reexplorar fases para encontrar os objetos colecionáveis necessários para avançar na história (que som quase todos, mas nom todos os que há no jogo).

Por riba disto, tem estátuas que se conseguem com tokens que che dam ao passar as fases com certas condições (número mínimo de anéis ou tempo limite). Também há tokens extra que necessitas conseguir com a funçom streetpass da 3DS ou treinando com o Knuckles umha vez ao dia. Paga a pena? Nom. Definitivamente nom.

Mas vamos entrar em spoilers. Lembrades que dixem existem 3 tipos de coleccionáveis, nom é? Os blueprints servem para desbloquear habilidades, como atrair anéis e tal. Conseguir todos os blueprints só desbloqueia todas as habilidades, que nom é muito mas é útil para o jogo. Os fragmentos de cristal servem para reconstruir o cristal que dá nome ao jogo. E quando o consegues recebes um token especial que podes trocar por umha estátua especial. Decepcionante, mas nom importa, porque o principal do jogo som os emblemas. E quando consegues todos os emblemas desbloqueias a casa de Amy, onde podes ver o verdadeiro final do jogo, que é... ver como todas as personagens dançam ao estilo robô. De verdade, é patético.

VEREDITO

Num universo paralelo, este jogo é umha nova IP da Sega com personagens innovadoras, diálogos e cenas divertidas, e umha jogabilidade focalizada nas crianças para introduzi-las no género metroidvania. Por desgraça, nós nom vivemos nesse universo, e a nós tocou-nos o enéssimo jogo medíocre do Sonic.

Deverias jogá-lo? Pode ser. Só existe para a 3DS, mas nom fai uso do controlo táctil mais que em momentos pontuais para viajar. Podes emulá-lo sem problemas se o teu computador é potente o suficiente. Também podes comprá-lo original, físico ou digital, mas eu comprei-o por 15 € de segunda mão e... nom pagou o preço. 10 € seria o tope que eu pagaria.

CONCLUSOM

Seja para ti, seja para umha criança que conheças, nom lhe compres este jogo. Compra o Sonic Mania para umha experiência realmente Sonic. Ou se queres um bom plataforma orientado a crianças na 3DS, vai a um Mario ou um Kirby.

Mas, ei! Reitero o dito! É um jogo que nom dá nojo! Se calhar a sua sequela, Sonic Boom: Fire & Ice, resulta ser um jogo recomendável e tudo. Mas isso averiguaremo-lo num futuro artigo...