5 conselhos para cuidar a bateria do teu smartphone


O artigo 5 conselhos para cuidar a bateria do teu smartphone foi publicado originalmente no blogue abraiante.net em 1 de agosto de 2013.



A minha mãe sempre me diz Deixa que se gaste toda a bateria antes de carregar o telemóvel, que se vicia a bateria. É isto certo? Pois... não. Foi verdade no passado, com as velhas baterias de níquel, mas hoje em dia os smartphones têm umas baterias totalmente novas feitas de ião-lítio. Então, esquece todo o que tens aprendido sobre o cuidado das baterias e segue estes 5 conselhos.

1. Mantém a bateria carregada

Tenta manter a carga por cima de 50% na maior parte do tempo. Deixá-la acabar por completo com frequência pode encurtar a sua vida útil. Por outro lado, também não convém que a carga chegue a 100%, é melhor retirar o carregador um pouco antes, já que continuar conetado à eletricidade depois de estar completamente carregada vai causar uma pequena degradação.

É útil, isso sim, fazer uma carga-descarga completa a cada mês ou assim, para calibrá-la e que o nível de bateria que marca o smartphone seja preciso.

2. Mantém o telemóvel fresco

O pior inimigo das baterias de ião-lítio é o calor. A uma temperatura média de 0 ºC, a bateria de íon-lítio vai perder 6% da sua capacidade máxima por ano. A 25 ºC o número salta para 20%, e a 40 ºC, mesmo a 35%. Neste ponto também é importante não deixá-lo a carregar mais tempo de preciso, já que durante o processo de carregamento aumenta a temperatura.

E guia-te por mim neste ponto, se a bateria atinge temperaturas altas pode inchar até o ponto de não encaixar bem ou mesmo estourar. E os produtos tóxicos que podem sair dela não são nada bons para a saúde.

3. Evita os carregadores sem fios

Os carregadores por indução atuais geram calor, e já sabemos o mal que fai o calor às baterias de ião-lítio.

4. Nunca deixes o aparelho descarregar completamente

As baterias descarregam-se elas sós ainda que não estejam a ser usadas, perdem entre 5% e 10% de carga a cada mês. E não queremos que a bateria chegue a 0% de carga (0% absoluto, tem conta que quando o telemóvel fica sem bateria ainda tem uma pequena carga), já que nessa situação fica bastante instável e o mecanismo de segurança das baterias vai fazer que deixe de funcionar de vez.

Então, se não vás usar a bateria em muito tempo, o melhor é guardá-la com ao menos 40% da bateria carregada.

5. Não te preocupes demasiado

Ainda que não fagas caso dos 4 pontos anteriores, não é o fim do mundo. Em condições normais uma bateria de ião-lítio dura de 3 a 5 anos, e nesse tempo seguro que já tens um smartphone novo.

Mesmo assim, ter um pouco de cuidado não fai mal nenhum. Se no futuro se estraga o teu smartphone novo, sempre está bem ter o velho de reserva.

Fonte | Gizmodo