Trans


O artigo Trans foi publicado originalmente no PGL em 24 de janeiro de 2017. Existe umha versom posterior deste artigo com grandes modificações, Nenas con pene e nenos con vulva.


Em química orgánica, trans é aquele esteroisómero no qual os substituintes estám em lados opostos da dupla ligaçom (no caso dos alcenos) ou em caras opostas (no caso dos cicloalcanos). Em bioquímica, os ácidos gordos trans som aqueles ácidos gordos saturados que tenhem umha configuraçom geométrica trans. Em medicina, as gorduras trans som aquelas formadas por ácidos gordos trans, que se encontram em alimentos submetidos a processos de hidrogenaçom. Estes processos melhoram a frescura e textura dos alimentos, mas estas gorduras trans som prejudiciais para a saúde, aumentando os níveis de lipoproteínas de baixa densidade (o conhecido como colesterol mau) e o risco de padecer doenças do coraçom e certos cancros.

Bem, antes de nada, perdom polo tijolo que acabei de soltar, mas continuai comigo. Tudo isto aprendim-no na educaçom pública do nosso país. Se mal nom lembro, forma parte do temário do bacharelato de ciências. A gente que fosse por letras ou artes nom o estudaria, mas seguramente ouviria falar de gorduras trans na televisom, em programas de saúde, ou na publicidade, em anúncios de alimentos. Fala-se deste tema abertamente, sem complexos, sem tabus. Mas as gorduras nom som o único trans que existe.

Em nengum momento da educaçom me falárom das pessoas trans. Na televisom, o mais parecido que vim eram paródias supostamente humorísticas de homens disfarçados de mulher. Na publicidade, nem rastro. Criei-me sem saber absolutamente nada do tema, ou pior, conhecendo apenas umha visom paródica e burlesca. Nom quero nem pensar quantas vezes, por inconsciência e ignorância, causei dano sem decatar-me a alguém que nom se sentia identificado com o género que lhe foi imposto pola sociedade.

Por isso som tam necessárias as campanhas como a que está a realizar a associaçom Chrysallis Euskal Herria. Nas paradas de bus de 4 capitais bascas (Donostia, Gasteiz, Bilbo e Iruñea) há grandes cartazes com crianças debuxadas e a legenda “Há nenas com pénis e nenos com vulva. Assim de singelo”. Umha forma simples e direta de mostrar a realidade tal e como é. Para dar visibilidade a um coletivo ignorado, e para educar pessoas ignorantes coma mim.